ss

Assumimos o compromisso de levar cuidado, promover saúde e bem-estar às pessoas. Para isso, monitoramos constantemente a segurança e eficácia de seus produtos. Relate os eventos adversos ocorridos com o uso de nossos medicamentos:

Usuário da medicação (consumidor), clique aqui.

Profissional de Saúde (requer acesso na área logada), clique aqui.

 

Dúvidas frequentes em relação à farmacovigilância:

 

O que é evento adverso?

Qualquer ocorrência médica indesejável que ocorra a um paciente durante tratamento com um medicamento, mas que não tenha necessariamente uma relação causal com este tratamento. Um evento adverso pode ser considerado como uma suspeita de reação adversa a um medicamento.

 

O que é reação adversa?

Segundo a Organização Mundial da Saúde, reação adversa é qualquer resposta a um medicamento que seja prejudicial, não intencional e que ocorra em doses normalmente utilizadas no ser humano para profilaxia, diagnóstico, ou tratamento de doença, ou para modificação de uma função fisiológica.

 

O que devo relatar?

Qualquer suspeita de reação adversa ou falha terapêutica com os produtos Aché/Biosintética, e outros eventos como ingestão acidental, uso incorreto, abuso, intoxicação, interação medicamentosa ou exposição durante a gestação, ainda que não associados à ocorrência de sintomas relacionados. Portanto é importante notificar os eventos adversos, ainda que não se tenha certeza da relação causal com o medicamento suspeito.

 

Como relatar?

Tanto os usuários de medicamentos como os profissionais de saúde podem relatar um evento adverso. Caso seja usuário, as informações necessárias serão diretamente coletadas por profissionais especializados e treinados, dos setores de CAC e Farmacovigilância do Aché. O profissional de saúde que detectar a ocorrência de um evento adverso deverá preencher o formulário de suspeita de reação adversa, presente em nossa página na área exclusiva para profissionais de saúde, com o máximo de informações sobre o caso. Não é necessário que você saiba todos os dados. O importante é ter a maior quantidade de informações possíveis para poder ser avaliado adequadamente, estabelecendo a relação de causalidade com o uso do medicamento.