ss

A intercambialidade de medicamentos corresponde à substituição de produtos com a mesma qualidade, eficácia e segurança para o sucesso no tratamento. 

Atualmente, os medicamentos são classificados de acordo com a tipologia em: referência, similar e genérico. 

Para entender essa dinâmica, confira a animação abaixo. Escolha sempre o caminho certo: siga as orientações do seu médico, o profissional mais capacitado para indicar-lhe a melhor relação custo/benefício. Compartilhe as informações com os seus familiares e amigos. 

 

 

Reparou na importância dos testes de bioequivalência? Eles consistem na demonstração de equivalência farmacêutica entre produtos apresentados sob a mesma forma farmacêutica, contendo idêntica composição qualitativa e quantitativa de princípio(s) ativo(s), e comparável biodisponibilidade quando estudados sob um mesmo desenho experimental. 

A lista com os similares intercambiáveis pode ser consultada em Anvisa - Medicamentos Similares

Evite a troca indevida de um produto. Ela pode comprometer o resultado do tratamento e a sua saúde. Baixe a cartilha com dicas para pacientes no link. Saiba mais no link abaixo. 

 

Dúvidas frequentes de intercambialidade

Posso trocar o medicamento prescrito pelo meu médico?
Nem todos os produtos podem ser trocados no momento da compra. Para algumas categorias de medicamentos como: medicamentos Isentos de Prescrição (MIP), Fitoterápicos, Biológicos e Medicamentos Específicos (exemplos: vitaminas, ácido fólico,minerais, diosmina, hesperidina, quercetina, timomodulina, aminoácidos, entre outros), a troca não pode ser realizada.

Portanto, consulte seu médico sobre qual medicamento pode ser trocado. Ele possui conhecimento e experiência para oferecer o melhor produto e seus possíveis substitutos. Antes de realizar a compra, compare preços, pois muitas vezes a marca prescrita pelo seu médico é a opção mais barata. 

Por que alguns medicamentos similares não entraram na lista da Anvisa de produtos aprovados para troca?
Todos os produtos similares tiveram que apresentar seus testes para ANVISA até dezembro de 2014, porém nem todos os dossiês foram avaliados e aprovados até a presente data. Os medicamentos serão incluídos na lista oficial da ANVISA à medida que seus estudos forem analisados e aprovados.

Quais os prejuízos que a intercambialidade indevida pode trazer ao paciente?
Caso haja uma troca indevida, o paciente poderá não ter o resultado esperado em seu tratamento. Se houver dúvida no momento da compra do medicamento, o farmacêutico e o paciente podem solicitar orientação do mé- dico responsável e/ou confirmar o que está aprovado na lista de medicamentos intercambiáveis publicada pela ANVISA. Siga as orientações do seu médico. Ele é o profissional mais adequado para orientá-lo. Acesse o site da ANVISA e verifique se o medicamento prescrito pelo seu médico pode ser substituído por outro medicamento.

 

 

Informações adicionais para o PDV

A intercambialidade tem impacto direto no dia a dia dos profissionais dos Pontos de Venda. Preparamos um material exclusivo, com informações adicionais, para apoiá-los no atendimento ao paciente. Na dúvida, recorra à lista divulgada pela Anvisa.

Versão .PDF

Informações adicionais para os Médicos

O médico tem papel fundamental na difusão das informações da lei de intercambialidade. Tire todas as suas dúvidas no material especial em PDF para o sucesso do tratamento dos pacientes. Na dúvida, recorra à lista divulgada pela Anvisa.

Versão .PDF