ss

Ao chegar em casa, escreva em um papel os nomes dos medicamentos e os horários certos de tomá-los. Adapte os horários dos medicamentos aos seus hábitos: acordar, comer, deitar, assistir novela ou programa de televisão preferido. Procure não ingeri-los de madrugada para não atrapalhar o sono, a não ser que seja um antibiótico. Além disso, inspire-se em nossas dicas:

• Não confie na memória, procure ler o receituário pelo menos duas vezes;

• Coloque etiqueta/rótulo na embalagem do medicamento, marcando dia, hora, dose e quantidade;

• Mantenha todo medicamento em local fresco, arejado, longe do sol e seguro (fora do alcance de crianças), porém de fácil lembrança;

• Se esquecer de ingerir seu medicamento, espere para tomá-lo no próximo horário. Só dobre a dose para compensar a falha se seu médico assim recomendar;

• Não tome medicamento no escuro. Procure locais iluminados para ter certeza de que é aquele mesmo que deve tomar;

• Quando sair de casa ou viajar, leve-o com outros medicamentos necessários;

• Não utilize o mesmo receituário mais de uma vez – um medicamento usado para combater uma doença numa época pode causar mal-estar em outra oportunidade;

• Todo medicamento deve ser ingerido com um copo cheio de água, a não ser que o médico oriente-o a tomar com outro líquido;

• Nunca misture bebida alcoólica – o álcool tem efeito diurético, eliminando a ação do medicamento pela urina. Atenção: a mistura de álcool com calmantes ou soníferos pode levar a óbito;

• Evite tomar vários medicamentos ao mesmo tempo. Só o faça mediante orientação médica;

• Alguns analgésicos e anti-inflamatórios irritam o estômago. Por isso, pergunte ao médico se você deve tomá-los quando estiver alimentado;

• Jamais interrompa o tratamento sem ordem médica e nem mude a posologia, mesmo que os sintomas tenham desaparecido.