ss

O que são micoses?

São infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas, cabelos e, em alguns raros casos, podem acometer órgãos internos. Podem ser subdivididas em superficiais, cutâneas, subcutâneas, sistêmicas e oportunistas.

Como eu posso pegar micose de pele?

Os fungos podem ser encontrados em diversos lugares, como no solo, nos animais ou mesmo em outras pessoas. Alguns podem ainda viver sobre nossa pele sem desencadear a doença.

Quais os fatores que favorecem o desenvolvimento de micoses?

Os fungos “se alimentam” da queratina dos pelos e da pele. Quando eles encontram condições favoráveis como calor, umidade, uso de antibióticos sistêmicos por longos períodos ou baixa imunidade, os fungos passam a se reproduzir e causar então as doenças.

Como se desenvolvem as micoses superficiais e quais as principais doenças causadas?

As micoses superficiais se desenvolvem apenas na parte mais superficial do estrato córneo e não costumam induzir uma resposta inflamatória no hospedeiro. As principais doenças e agentes etiológicos são: pitiríase versicolor (“pano branco”), causada pela Malassezia furfur; piedra negra, causada pelo fungo Piedraia hortae; piedra branca, causada pelo Trichosporon beiguele.

Quais são as características da infecção fúngica na doença pitiríase versicolor (“pano branco”)?

A infecção é geralmente assintomática, mas algumas vezes pode apresentar coceira. As lesões são manchas claras ou escuras (daí o nome versicolor), com leve descamação, localizadas geralmente em tórax, pescoço e braços, sem distinção de sexos.

Quais são os fatores responsáveis pelo desenvolvimento do “pano branco”?

Os principais fatores para o desenvolvimento da doença são: predisposição genética, pele oleosa, sudorese excessiva e o uso de medicamentos imunossupressores.

Quais são os principais fungos responsáveis pelas micoses cutâneas?

Os principais fungos responsáveis pela micose cutânea são os dermatófitos e as cândidas. Os dermatófitos podem colonizar a pele, mucosas e pelos do homem e são subdivididos em três gêneros: Trichophyton, Epidermophyton e Microsporum. A candidíase é causada em grande parte pelo fungo Candida albicans. Essa infecção pode atingir mucosas, pele e em alguns casos, pode ser sistêmica. Atinge com muita frequência os recém-nascidos.

O que são tinhas?

Tinea (conhecida popularmente como tinha) é denominação utilizada na classificação clínica das dermatofitoses, seguida do sítio anatômico das lesões. São exemplos: Tinea corporis (ou tinha do corpo), Tinea pedis (tinha dos pés), Tinea ungueum (tinha das unhas), Tinea barbae (tinha da barba), Tinea cruris (tinha da região inguinocrural) e Tinea capitis (tinha do couro cabeludo).

Quais são as medidas mais importantes para evitar as micoses?

- Devem ser adotadas medidas para minimizar a umidade após o banho, principalmente as dobras de pele como virilha, dedos dos pés e axilas;

- Troque as meias e calçados com maior frequência, evite calçados fechados que retêm a umidade e deixe os calçados expostos à luz solar e “arejando” por um a dois dias;

- Evite ficar com roupas molhadas por muito tempo;

- Evite roupas quentes e justas;

- Não ande descalço;

- Evite os tecidos sintéticos. Dê preferência para as roupas de algodão;

- Leve ao veterinário os animais domésticos que apresentem suspeita de micoses (observadas geralmente como falhas nos pelos);

- Não use objetos pessoais de outras pessoas;

- Evite mexer com a terra sem usar luvas;

- Observe a pele e o pelo de seus animais de estimação (cães e gatos). A qualquer alteração como descamação ou falhas no pelo, procure o veterinário.

Qual o tratamento para as micoses?

O tratamento vai depender do tipo de micose apresentada, que deverá ser diagnosticada e tratada pelo médico dermatologista. Podem ser usadas medicações tópicas sob a forma de cremes, loções e talcos ou, em casos mais extensos, medicações via oral. O tempo de tratamento das micoses varia de cerca de 3 a 8 semanas, sendo ainda maior em casos de micoses das unhas.

Quais os cuidados que devo tomar durante o tratamento?

Não interrompa o tratamento antes do tempo determinado pelo dermatologista como, por exemplo, quando houver melhora dos sintomas. O fungo nas camadas mais profundas pode resistir. Adote os cuidados que devem ser tomados para evitar micoses também durante o tratamento. Evite a automedicação. Qual o tempo de tratamento das micoses de unha? As micoses das unhas são as que apresentam o tratamento mais difícil e também de maior duração. Pode ser necessário manter a medicação por cerca de 12 meses ou mais, sendo muitas vezes necessária a associação da medicação tópica com os medicamentos orais.

Referências: Azulay L, et al. Atlas de dermatologia: da semiologia ao diagnóstico. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007. p. 487-506.

Hainer BL. Dermatophyte Infections. American Family Physician. 2003;63(1):101-8.

Dr. Alexandre Fabris (CRM-SP 100.643). 7003861 – Novembro/2011

Desenvolvido por AC Farmacêutica | www.acfarmaceutica.com.br.