ss

O que é

A pitiríase versicolor, popularmente conhecida como pano branco, é uma infecção cutânea extremamente frequente, provocada pela levedura Malassezia furfur. Esta levedura é componente da flora normal da pele, principalmente em áreas seborréicas. Sob condições de calor, umidade, imunossupressão, má nutrição e mesmo predisposição individual, esta levedura adquire a forma parasitária, ocasionando a infecção cutânea. Atinge todos os tipos de pele, sem predileção por raça ou sexo, com maior prevalência a partir da adolescência, por conta da maior atividade hormonal e, consequentemente, maior oleosidade.

Sintomas

As lesões são caracterizadas por manchas claras ou escuras, apresentam descamação fina e podem atingir diversas e extensas áreas corporais (principalmente tronco e porções próximas dos membros superiores e couro cabeludo). A infecção fúngica pode interferir na pigmentação normal da pele, ocasionando áreas hipopigmentadas (mais claras) que permanecem por períodos variáveis mesmo após tratamento.

Saiba Mais

O diagnóstico, através do exame micológico da lesão e do exame com lâmpada de Wood, possibilita o encontro do agente causal, bem como determina a extensão das lesões.

Como saúde e automedicação não combinam, buscar a orientação de um especialista - no caso um dermatologista é sempre o melhor caminho.

Fontes: Editoria Médica. Bibliomed.

Vander Straten MR, Hossain MA, Ghannoum MA. Cutaneous infections dermatophytosis, onychomycosis, and tinea versicolor. Infect Dis Clin North Am. 2003;17(1):87-112.

Gupta AK, Batra R, Bluhm R, Faergemann J. Pityriasis versicolor. Dermatol Clin. 2003;21(3):413-29, v-vi.

Farschian M, Yaghoobi R, Samadi K. Fluconazole versus ketoconazole in the treatment of tinea versicolor. J Dermatolog Treat. 2002;13(2):73-6.

Faergemann J, Gupta AK, Al Mofadi A, Abanami A, Shareaah AA, Marynissen G. Efficacy of itraconazole in the prophylactic treatment of pityriasis (tinea) versicolor. Arch Dermatol. 2002;138(1):69-73.