ss

O que são Parasitoses intestinais?

São infecções causadas por parasitas intestinais e constituem um importante problema de saúde pública mundial, bastante relacionado às condições de saneamento básico, educação e habitação.

Quais são os parasitas mais comuns?

Ascaris lumbricoides - são cilíndricos, esbranquiçados e medem entre 15 e 40 cm de comprimento. Podem ocorrer manifestações como cólicas abdominais, náuseas, desconforto abdominal e carências nutricionais. Os ovos podem ser encontrados nas fezes do hospedeiro e verme adulto e serem eliminados pela boca, nariz e ânus.

Enterobius vermicularis (ou Oxiurus vermicularis)
O parasita aloja-se nas partes terminais do intestino grosso (ceco e reto). Produz coceira anal e vulvar. O ato de coçar pode lesar ainda mais a região, possibilitando infecção bacteriana secundária, inclusive na região da vagina. O principal mecanismo de auto-infecção é quando a criança ou o adulto leva os ovos da região perianal à boca.

Trichuris trichiura
Mede de 3 a 5 cm de comprimento e se aloja no intestino grosso do hospedeiro, provocando erosões e ulcerações.

Taenia spp
Verme achatado que chega a medir 9 m de comprimento. É o maior verme que existe, podendo eliminar de 30 a 60 mil ovos por dia. Podem causar fadiga, irritação, anorexia, náuseas, dor abdominal, perda de peso, diarréia e/ou constipação.

Ancylostoma duodenale (Ancylostoma duodenale e Necator americanus)
Verme cilíndrico que pode medir entre 0,7 e 1,5 cm de comprimento. Aloja-se no intestino delgado onde suga o sangue do hospedeiro, podendo causar anemia.

Como se transmite?

As parasitoses podem ser adquiridas a partir da ingestão de larvas e ovos encontrados no solo, nos alimentos ou na poeira. Por isso é importante que se tomem medidas profiláticas baseadas na manutenção da educação sanitária, construção de fossa séptica, proteção dos alimentos contra poeira e insetos e higiene diária do corpo, principalmente das mãos, das roupas íntimas e de cama.

Quais são os sintomas?

Os sintomas mais frequentes e comuns, dependendo da infestação, são: dores abdominais, diarreia, gases, falta de apetite, vômito, náuseas, perda de peso, tosse, anemia e prurido anal.

Tratamento

O objetivo do tratamento é interromper a transmissão desses parasitas, devendo-se utilizar medidas sanitárias e de higiene e, conforme orientação médica, medicações específicas e com espectro capaz de atuar sobre vários parasitas, uma vez que pode haver infecção por mais de um agente simultaneamente.

O tratamento da parasitose deve ser feito com medicamento anti-helmíntico de largo espectro de ação, que combata o maior número de parasitas intestinais. Consulte sempre seu médico, a automedicação pode ser perigosa para sua saúde. O médico é a única garantia da medicação correta para o seu tratamento.

Referências Bibliográficas: Melo, MCB; Klem,VGQ; Mota, JAC,; Penna, FJ: Parasitoses intestinais. Rev Med Minas Gerais 2004; 14 (1 Supl. 1): S3-S12