ss

A rinite é uma inflamação que atinge as mucosas do nariz. Frequentemente pode se estender aos seios da face, provocando sinusite (inflamação dos seios faciais).

 

As principais formas para a rinite se apresentar são:

1. Rinite irritativa: frequente em locais poluídos e com muitas poeiras irritantes. Esses irritantes podem estar tanto na atmosfera como podem ser produzidos nos locais de trabalho;

2. Rinite vasomotora: provocada por uma dilatação acentuada dos vasos sanguíneos da mucosa do nariz. Piora com o ar seco;

3. Rinite alérgica: é a forma mais comum, determinada por fatores alérgicos próprios da pessoa, piora com a poluição, mas também com a poeira doméstica, mofo, pelos de animais, odores. Geralmente existe histórico de alergia na família.

 

Os sintomas comuns às diversas formas de rinite são:

1. Espirros: sempre presentes na fase aguda;

2. Coceira (prurido): acompanha os espirros. Pode atingir os olhos, provocando vermelhidão e inchaço;

3. Coriza (secreção nasal de aspecto aquoso): geralmente intensa. Quando acontece alguma infecção simultânea, poderá ficar colorida;

4. Obstrução (congestão) nasal: pode ser uni ou bilateral, fazendo com que a pessoa respire pela boca.

 

Deve-se evitar os fatores e agentes que são responsáveis pelo aparecimento da rinite:

- Evitar o contato com as substâncias irritativas ou que provocam a alergia;

- Evitar fumar ou ficar perto da fumaça de cigarro (de papel, palha ou cachimbo);

- Praticar atividades físicas regularmente, com supervisão médica e de profissional habilitado;

- Evitar exposição a gases e vapores irritantes;

- Evitar a presença de cães e gatos dentro de casa;

- Manter as dependências da casa sempre arejadas, limpas e com exposição ao sol;

- Utilizar capas especiais para travesseiros e colchões – no caso dos alérgicos;

- Manter uma alimentação saudável.

Dependendo do tipo de rinite, existe cura, sim. Mesmo naqueles casos em que a cura não é definitiva, existem tratamentos eficazes para que as crises não aconteçam ou, então, sejam mais leves.

Só quem tem conhecimento para dizer qual é o tipo de rinite e qual é o tratamento mais adequado é o médico. Portanto, NÃO PRATIQUE A AUTOMEDICAÇÃO, pois poderá agravar ou prolongar a situação.

Fonte: Editoria Médica.